Um pouco depois

é sempre longe demais

Archive for the category “Fitas”

Contágio

Este é um daqueles filmes que me deixa a pensar. Convém é não pensar muitoooooo, para não entrar em paranóia. Mas lá que dá vontade de ir a correr lavar as mãos quando acaba o filme, isso dá!

Pensar que quando aparecem as notícias das epidemias nos telejornais pensamos sempre que é lá longe e de certa medida irreal…

Hanna

Este era um daqueles filmes que andava ansiosa por ver. A sinopse prometia e eu fiquei com muita pena de não o ter visto na altura em que passou no cinema.

No entanto toda essa pena me passou ontem. Tinha ficado com a ideia de que seria algo mais bruto, mortífero, assustador, dada a premissa de uma adolescente treinada ( Saoirse Ronan, que me encantou no filme ‘Visto do Céu‘ , e que acho que vai ser uma grande mulherzinha no cinema daqui a uns tempos ) para matar ( sobretudo sobreviver ) pelo próprio pai ( Eric Bana).

Entendo a ideia do filme mas sinceramente se tivesse ido ao cinema tinha dado o dinheiro por mal gasto. Mas pronto, é um filme giro ( de se ver em casa ).

Ela sobrevive, o pai é que não. E digo já que o Eric Bana não merece morrer em nenhum filme. Quanto à Cate Blanchett ( que passa o filme a perseguir pai e filha ) está tãoooo magrinha neste filme! E com uma voz muito ‘southern’ …

Podem ver o trailer aqui .

Nos Idos de Março

Bonzinho. Mas estou de acordo com a crítica feita pela Empire: tendo em conta o elenco ( George Clooney, Ryan Gosling, Philip Seymour, Hoffman, Paul Giamatti, Marisa Tomei, Jeffrey Wright e Evan Rachel Wood ) , o filme / história tinha tudo para ir mais longe. Pessoalmente, o Gosling poderia ter ficado um pouco mais ‘negro’ na sua transição de personagem. Assim é um mauzinho soft demais… É um daqueles casos típicos ( começam a ser cada vez mais ) em que o trailer acaba por enganar e causar falsas expectativas.

 

Post Navigation